INCIDÊNCIA DE CASOS DE INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS NO SUL DO ESTADO DO TOCANTINS, DURANTE OS ANOS DE 2013 A 2017

  • Tatianne Oliveira de Sousa CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIRG

Resumo

Introdução: As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) ainda atingem grande parte da população, e algumas dessas IST são de notificação compulsória. Objetivo: O intuito desse estudo foi avaliar a incidência de casos de IST em indivíduos de Gurupi - TO entre os anos de 2013 a 2017. Material e métodos: A coleta de dados foi realizada no banco de dados da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde do Município de Gurupi - TO. Resultados: Na avaliação da série histórica, verificou-se que entre os anos de 2013 a 2017, segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Gurupi - TO, foram notificados 11 casos de sífilis congênita (p=0,8660); 148 casos de HIV/Aids (p=0,0034); 131 casos de Condiloma (p<0,0001); 96 casos de Hepatites Virais (p<0,0001) e 50 casos de Síndrome do Corrimento Uretral no Homem (p=0,8442). Conclusão: Com essa pesquisa concluiu-se que as IST mais notificadas e com um aumento gradativo durante os anos pesquisados foram os casos de HIV/Aids, seguido por Condiloma e Hepatites Virais. Durante o período analisado não houve aumento significativo no número de notificações de Sífilis Congênita e Corrimento Uretral no Homem.

Publicado
2020-04-04
Seção
Artigos