PREVENÇÃO DO CÂNCER DE COLO DE ÚTERO NA CONSULTA DE ENFERMAGEM: PARA ALÉM DO PAPANICOLAU

  • Marceli Diana Helfenstein Albeirice da Rocha Hospital de Doenças Tropicais da Universidade Federal do Tocantins/HDT-UFT
  • Joerlane Barbosa Morais Secretaria de Administração do Estado do Tocantins
  • Patrícia Alves de Mendonça Cavalcante Hospital de Doenças Tropicais da Universidade Federal do Tocantins HDT-UFT
  • Patrícia Fernandes Albeirice da Rocha IFSC – Instituto Federal de Santa Catarina
  • Rebeca Saiter de Doenças Tropicais da Universidade Federal do Tocantins HDT-UFT

Resumo

Introdução: O câncer de colo de útero é considerado um problema de Saúde Pública. Objetivo: Investigar a importância da consulta de enfermagem na prevenção do câncer de colo de útero em mulheres de 25 a 64 anos e definir a importância de ações educativas no intuito da prevenção dessa doença. Metodologia: Trata-se de uma Revisão Integrativa de Literatura que buscou as produções de artigos sobre o tema de 2010 a 2014. Selecionaram-se 16 artigos indexados na base de dados Scientific Eletronic Library Online (Scielo). Para a busca dos mesmos foram adotados dois conjuntos de descritores em ciências da saúde (DeCS); 1. Neoplasias do colo do útero; enfermagem, prevenção; e 2. Neoplasias do colo do útero, rastreamento. Resultados: Emergiram quatro categorias distintas: a. Dificuldades para o rastreamento do câncer de colo de útero; b. Educação em saúde como estratégia para de rastreamento; c. A consulta de enfermagem restrita ao exame Papanicolau; e d. A importância da consulta holística de enfermagem. Considerações finais: As ações educativas no âmbito do rastreamento do câncer de colo de útero, em parceria com a realização da consulta de enfermagem, além do planejamento técnico da realização do exame Papanicolau, são as estratégias mais eficazes para alcançar a aceitação da população alvo ao programa. Há escassez de estudos voltados para a análise da consulta de enfermagem no âmbito da prevenção do câncer de colo de útero, focando o olhar do enfermeiro para além da realização do exame.

Palavras-chave: Enfermagem. Prevenção. Rastreamento.

Biografia do Autor

Marceli Diana Helfenstein Albeirice da Rocha, Hospital de Doenças Tropicais da Universidade Federal do Tocantins/HDT-UFT

2. Experiência Profissional

 

2.1 (2009-2016) Coordenação da Atenção Primária SEMUS/TO

2.2 (2013-2016) Coordenação Municipal de Educação em Saúde

2.3 (2015-2016) Coordenadora do NASF – Núcleo de Apoio a Saúde da Família

2.4 (2010/2016) Enfermeira Assistencial – Setores – Clínica Médica, Pediatria, Maternidade, Pronto Socorro, Sala de Parto e Coordenadora do Núcleo de Educação Permanente – SESAU/TO

2.5 (2015) Responsável técnica pela elaboração e implantação do CAPS e NASF

2.6 (2007-2009) Supervisora da Equipe 003 da ESF e Coordenadora de UBS

2.7 (2007) Supervisora da Equipe 008/PACS (Programa de Agentes Comunitários de Saúde)

 

3. Experiência Docente/Pesquisadora

 

3.1 (2016/atual) Docente no Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC – Joinville

3.2 (2016) Supervisora de Estágio do Curso de Graduação de Enfermagem IELUSC – Joinville/SC

3.3 (2014-2016) Docente no Curso de graduação de Enfermagem e de Farmácia - FAPAL

3.4 (2014) Coordenadora Regional das Oficinas de Planificação do Estado do Tocantins

3.5 (2013/2015) - Preceptora do Programa Educação pelo Trabalho para Saúde - PET-Saúde Redes de Cuidado à Pessoas com Deficiências - UFT

3.6 (2013/2013) - Visithing Researcher -University OfMalta - U.MALTA

3.7 (2013) Docente do Curso de Especialização ITEC – Palmas - TO

 

4. Membro

 

4.1 (2016) Membro de Comitê Técnico Científico como avaliador de trabalhos 5º Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC

4.2 (2016) Membro de Comitê Técnico de Avaliação de Projeto de Pesquisa e Extensão (Edital nº27/PROPPI/2016)

4.3 (2016) Membro da Comissão do NAPNE – Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Educacionais Especiais

4.4 (2015-atual) Membro de Conselho Editorial

Publicado
2020-04-04
Seção
Artigos