APLICAÇÃO DE TÉCNICAS PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE ACÚSTICA DE UM AUDITÓRIO

  • Matheus Silveira Antoniassi
  • Paulo Balduino Flabes Neto DEM - Departamento de Engenharia Mecânica ICTE - Instituto de Ciências Tecnológicas e Exatas UFTM - Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Vinícius Abrão da Silva Marques DEM - Departamento de Engenharia Mecânica ICTE - Instituto de Ciências Tecnológicas e Exatas UFTM - Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Ricardo Humberto de Oliveira Filho DEM - Departamento de Engenharia Mecânica ICTE - Instituto de Ciências Tecnológicas e Exatas UFTM - Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Resumo

Devido à evolução do processamento computacional, estudos relacionados à geração de realidade virtual acústica vêm sendo desenvolvidos com mais detalhes. Com isso, são criados modelos mais eficientes e mais condizentes com a realidade. Tais modelos permitem a avaliação da qualidade acústica de determinados recintos, baseando-se em técnicas de medição experimental e modelagem. Esta avaliação é realizada pela análise de parâmetros mensuráveis que se relacionam diretamente com as características acústicas do recinto. Este trabalho tem como objetivo determinar o tempo de reverberação de um auditório por diferentes métodos. Inicialmente foi feita a estimativa analítica pelas fórmulas propostas por Sabine, Eyring-Norris e Millington-Sette. Em seguida foram aplicadas técnicas experimentais recomendadas pela norma ISO 3382-1:2017, sendo elas o método do ruído interrompido e o método de integração da resposta impulsiva (Método de Schroeder). Os resultados obtidos para cada método foram comparados e avaliados como satisfatórios pela proximidade dos valores obtidos.

Publicado
2019-11-13
Seção
Artigos