MAPEAMENTO E IDENTIFICAÇÃO DO COMPORTAMENTO SONORO DE UM CAJÓN ACÚSTICO

  • Rafael Nardon Ferraresi
  • Vinicius Abrão da Silva Marques Universidade Federal do Triângulo Mineiro http://orcid.org/0000-0002-5499-0404
  • Paulo Balduino Flabes Neto
  • Ricardo Humberto de Oliveira Filho

Resumo

Para realizar o mapeamento e avaliar o comportamento sonoro do cajón acústico, é necessário conhecer o instrumento, considerando o seu formato, materiais que o compõem e principalmente a maneira de manuseá-lo, considerando as variações que o músico pode realizar na forma de tocar. Neste trabalho realizou-se um teste de simetria sonora, verificando se um lado do tampo do instrumento (direito) emitiria o mesmo som que o seu lado oposto (esquerdo). Foi avaliada a influência da rigidez do tampo, mostrando que existe variações no som emitido quando se aplica alguma restrição em seu movimento. Verificou-se a existência de sobreposição quando o músico toca com as duas mãos no tampo no mesmo intervalo de tempo, fazendo com que o som emitido seja uma soma das regiões excitadas, e quando o músico toca o instrumento de maneira usual, foi verificada uma pequena sobreposição, classificada como irrelevante para a situação do instrumento tocado por longos intervalos de tempo. Os testes foram realizados com o auxílio de um pêndulo, que garantiu a repetitividade e o padrão de excitação, comprovada nos sinais adquiridos. Com isto conseguiu-se coletar dados suficientes para mapear e identificar acusticamente o instrumento, possibilitando o posterior projeto e fabricação de um cajón eletrônico.

Publicado
2020-07-05