APLICAÇÃO DA HIBRIDIZAÇÃO GENÔMICA COMPARATIVA NO DIAGNÓSTICO E PROGNÓSTICO DAS DOENÇAS ONCOLÓGICAS

  • Caroline Christine Pincela Costa
  • Fábio Silvestre Ataides http://orcid.org/0000-0003-4614-5785
  • Sandra Ribeiro Morais
  • Jacqueline Andréia Bernardes Leão-Cordeiro
  • Cesar Augusto Sam Tiago Vilanova-Costa
  • Antonio Márcio Teodoro Cordeiro Silva

Resumo

O câncer é uma patologia grave representada pela proliferação celular maligna e representada, especialmente, por seus marcadores genéticos e moleculares e as alterações citogenéticas são características do câncer. A predisposição genética e interação com o meio ambiente, bem como os mecanismos genéticos que podem desencadear um processo oncológico, como a perda de heterozigose em genes supressores de tumor somam-se na gênese de tal processo. Estas alterações remetem à instabilidade genômica como fator de progressão da oncogênese, que ocorre mediante acúmulo de danos genéticos adicionais. A array-CGH é uma técnica genômica que auxilia na identificação de genes candidatos à oncogênese, que avalia ganhos e/ou perdas de material genético em níveis submiscroscópicos, e identifica seus achados como possíveis alterações ou variações no número de cópias (CNAs/CNVs, respectivamente), bem como suas relações com resposta à drogas e prognóstico.

Publicado
2020-07-05