PROPOSITURA DE CONSTRUTO PARA UTILIZAÇÃO PRÁTICA DE RED FLAGS EM AUDITORIA

Resumo

A auditoria contábil está sofrendo alterações para acompanhar as necessidades impostas pelas evoluções do mercado. Logo, como um estudo descritivo e apoiado na teoria de Albrecht e Romney (1986), sobre a utilização de red flags em bases financeiras e operacionais como forma de detecção de fraudes, este trabalho teve como objetivo a construção de um modelo prático, originando um novo software, que apoiado no teste de Cronbach, validou a consistência interna dos pares de red flags apresentados de acordo com seu alcance, para posteriormente, com base no método de Bardin (1991), identificar e correlacionar as variáveis financeiras e operacionais. A aplicação do modelo/software se deu em demonstrações contábeis e relatórios das cinco maiores empresas públicas brasileiras, escolhidas por conveniência, face aos processos de corrupção que estão ligadas. Como resultado obteve-se o cruzamento dos red flags apresentados na Figura 1, que representam indícios de erros ou fraudes nas empresas analisadas, sinalizando para o auditor, que estes pontos merecem atenção, segundo o arcabouço teórico e legal consultado. Esta foi a principal contribuição do modelo e do software, que deverá ser utilizado como forma de percepção complementar aos métodos existentes, ampliando a possibilidade de análise devido ao potencial de processamento de informações.

Publicado
2020-07-05