O PROGRAMA MAIS MÉDICOS NO PROVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS: UMA ANÁLISE A PARTIR DA REVISÃO SISTEMÁTICA DE LITERATURA

  • Débora Gonzaga Martin Universidade Federal de Viçosa
  • Sabrina Olímpio Caldas de Castro Universidade Federal de Viçosa
  • Camila Henrique de Paula Universidade Federal de Viçosa
  • Luiz Antônio Abrantes Universidade Federal de Viçosa

Resumo

O Programa Mais Médicos (PMM) tem, como uma de suas finalidades, levar médicos para regiões de vulnerabilidade social. Contudo, estudos têm evidenciado que são nessas áreas que há maior dificuldade de permanência dos médicos. Sendo assim, para verificar a importância dessa Política Pública na redução das desigualdades de acesso à saúde pública entre os municípios brasileiros, o presente estudo tem como objetivo geral analisar quais os resultados encontrados a respeito da influência do PMM no desempenho da Atenção Primária à Saúde, no quesito provimento de médicos/recursos humanos, nos municípios brasileiros. Para tanto, realizou-se uma revisão sistemática de literatura a partir de artigos científicos disponíveis na base de dados do Scientific Eletronic Library Online – Scielo. Como resultado observou-se que o PMM trouxe diversos avanços para o desempenho da Atenção Primária a Saúde, como o aumento do número de médicos na Atenção Primária; expansão das equipes da Estratégia Saúde da Família; ampliação da cobertura da APS de forma mais ágil; aumento do número de consultas; expansão do número de procedimentos de AB; redução das internações sensíveis à APS; humanização nos processos e aceitação pelo cidadão. Contudo, os municípios em vulnerabilidade muitas vezes não possuem infraestrutura e recursos financeiros para receber esses profissionais.

Publicado
2020-07-05