Parasitos intestinais em crianças no Brasil: Revisão Sistemática

  • Jaqueline Maldotti Centro Universitário CNEC de Bento Gonçalves
  • Thaís Dalzochio Centro Universitário CNEC de Bento Gonçalves

Resumo

O presente estudo objetivou identificar os principais parasitos intestinais que acometem as crianças no Brasil, bem como verificar as regiões de realização dos estudos e as técnicas utilizadas no diagnóstico, através de uma revisão sistemática da literatura. Para tanto, artigos originais e comunicações breves foram pesquisados em diferentes bases de dados. Foram incluídos estudos publicados entre 2010 e 2019 e excluídos artigos referentes à parasitos extra-intestinais e sanguíneos. Desta forma, 27 artigos elegíveis foram analisados. Verificou-se que a maioria dos trabalhos foi conduzida nas regiões Sudeste e Sul. Dentre os parasitos mais prevalentes nas amostras analisadas, citam-se o protozoário Giardia lamblia e o helmito Ascaris lumbricoides. Considerando as técnicas de diagnóstico, o método de Hoffman, Pons & Janer foi o mais utilizado. Portanto, a investigação de parasitos em crianças deve ser encorajada principalmente em regiões onde há condições precárias de saneamento básico. Tendo em vista que a transmissão da maioria dos parasitos ocorre através da ingestão de água e alimentos contaminados, a melhoria dos hábitos de higiene é essencial na prevenção de parasitoses intestinais.

Publicado
2021-04-01
Seção
Artigos