Avaliação do conhecimento de consumidores sobre os alimentos fontes de prebióticos e probióticos

Resumo

 

Objetivou-se verificar o conhecimento dos consumidores a respeito de alimentos funcionais que são fontes de prebióticos e probióticos. Trata-se de um estudo de caráter descritivo, corte transversal e análise quali/quantitativa, desenvolvido com 100 adultos, através do envio de um questionário online, via Google Forms, através das redes sociais (Whatsapp, Instagram, Telegram e Facebook). A maioria dos participantes era do sexo feminino (75%). Os alimentos mais citados como fontes de prebióticos e probióticos pelos consumidores foram iogurte com bactérias láticas, leite fermentado, frutas e cereais integrais. Sobre os benefícios que estes compostos funcionais podem proporcionar ao serem consumidos, 69% dos participantes citaram a melhora do funcionamento intestinal e 49%, o fortalecimento do sistema imunológico. Houve uma associação entre a faixa etária e o conhecimento dos consumidores sobre o que são os alimentos fontes de prebióticos e probióticos (p-valor ≤ 0,05). Este estudo demonstrou que a maioria dos participantes detinham um conhecimento simplificado sobre o que são, quais são os benefícios e as fontes alimentares, evidenciando a necessidade de maior disseminação sobre quais são os efeitos no organismo e os alimentos fontes.  Neste sentido, é fundamental a inserção de novas políticas públicas para melhorar o acesso às informações a respeito destes compostos.

Publicado
2022-07-06
Como Citar
Barbosa SantosA. P., Belquiz Lopes Aguiar T., Gonçalves SilvaD. H., & VieiraK. H. (2022). Avaliação do conhecimento de consumidores sobre os alimentos fontes de prebióticos e probióticos. REVISTA CEREUS, 14(2), 25-34. Recuperado de http://ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/3690
Seção
Artigos