Perfil das lesões decorrentes de acidentes de trabalho no período de 2009 a 2019 em Palmas, Tocantins

Resumo

Objetivo: conhecer o perfil de lesões decorrentes de acidentes de trabalho de 2009 a 2019 em Palmas, Tocantins. Método: foram analisados dados de 2119 indivíduos vítimas de acidente de trabalho que tiveram registro no banco de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Desses indivíduos, foram coletados dados sobre sexo, raça, escolaridade, tipos de lesão e partes atingidas. Resultados: o perfil sociodemográfico mais frequente foi de indivíduos do sexo masculino (83,20%), pardos (79,75%) e com ensino médio completo (29,59%). Houve um predomínio de fraturas (69,99%), de lesões em membros inferiores (30,49%) e em membros superiores (26%). Conclusão: os dados coletados refletem o perfil da força de trabalho mais comum em Palmas: homens pardos, de baixa escolaridade expostos a acidentes que envolvem muita energia cinética, o que pode ser observado pela predominância das fraturas em detrimento das outras lesões.

Biografia do Autor

Gabriel Ramalho Vale Cavalcante, Instituto Tocantinense Presidente Antonio Carlos - ITPAC PALMAS

Graduando em Medicina.

Lucas Alves Dantas, Instituto Tocantinense Presidente Antonio Carlos - ITPAC PALMAS

Graduando em Medicina.

Tiago Veloso Neves, Secretaria Municipal de Saúde

Mestre em Ciências da Saúde, fisioterapeuta do NASF Kanela I,  Instrutor de Lian Gong em 18 Terapias

Publicado
2022-07-07
Como Citar
CavalcanteG. R. V., DantasL. A., & NevesT. V. (2022). Perfil das lesões decorrentes de acidentes de trabalho no período de 2009 a 2019 em Palmas, Tocantins. REVISTA CEREUS, 14(2), 226-235. Recuperado de http://ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/3751
Seção
Artigos