Percepções dos professores de ciências e biologia de escolas do Tocantins e Amazonas

  • Deyla Paula de Oliveira Universidade Estadual do Tocantins
  • Milena Ferreira

Resumo

Estudos diversos têm mostrado a importância das percepções dos professores que ministram as disciplinas de ciências e biologia e da avaliação do material didático utilizado em sala de aula. Neste contexto, apresentamos e discutimos as informações referentes às percepções de doze professores das redes estadual, municipal e particular de três municípios do Estado do Tocantins e dois municípios do Estado do Amazonas com foco nas áreas de genética, biologia molecular e biotecnologia e a análise dos livros didáticos de ciências e biologia contendo esses temas e usados em sala de aula. Aplicou-se um questionário semiestruturado com dezenove perguntas. Com esse questionário buscou-se caracterizar o perfil dos docentes por meio de questões sobre sua formação acadêmica e complementar; dados da escola onde o docente trabalha; perfil do conhecimento nas áreas da genética, biologia molecular e biotecnologia e a análise do livro didático de ciências e biologia. As respostas dadas às questões fechadas foram categorizadas em porcentagens e as questões abertas pela técnica de análise de conteúdo. Dentre as fontes de informações mais utilizadas houve destaque significativo para o livro didático e pela internet. Os professores sentem-se aptos a lecionar o conteúdo de genética e áreas afins e de acordo com os mesmos, o conhecimento que se tem é adequado, porém falta tempo para trabalhar o conteúdo básico de genética juntamente com temas de biologia molecular e biotecnologia

Biografia do Autor

Deyla Paula de Oliveira, Universidade Estadual do Tocantins

Graduada em Ciências Biológicas, Habilitação Licenciatura e Bacharelado pela Universidade Federal do Tocantins (UFT). Especialista em Microbiologia, Fundamentos e Biotecnologia pela UFT. Mestre e Doutora em Genética, Conservação e Biologia Evolutiva pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Pós-doutora pela UFT. Atualmente é Diretora de Pesquisa Institucional da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins). Tem experiência na área de Genética, atuando principalmente nos seguintes temas: Genética da Conservação, Genética de Populações, Parentesco, Paternidade, Filogenética de Comunidades, Herpetologia, Marcadores Moleculares e Identificação Molecular de Espécies.

 

Milena Ferreira
Bióloga. Mestre em Genética, Biodiversidade e Conservação (UESB). Doutora em Genética, Conservação e Biologia Evolutiva (INPA). Professora de Biologia da Secretaria de Estado de Educação do Amazonas (SEDUC).
Publicado
2018-12-29
Como Citar
de OliveiraD. P., & FerreiraM. (2018). Percepções dos professores de ciências e biologia de escolas do Tocantins e Amazonas. REVISTA CEREUS, 10(4), 68-84. Recuperado de http://ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/2091
Seção
Artigos