CULTIVO PARA ALTO E BAIXO NITROGÊNIO EM GENÓTIPOS DE MILHO NO TOCANTINS

Resumo

O presente trabalho foi realizado com o objetivo de identificar genótipos de milho, em cultivo sob alto e baixo nível tecnológico, em Palmas-TO. Para a realização da pesquisa foram utilizados doze genótipos de milho da Universidade Federal do Tocantins, cultivados em ensaios de baixo e alto nível de nitrogênio em 0 e 120 kg ha-1 na cobertura. O delineamento estatístico adotado foi o de blocos casualizados, com três repetições e 12 tratamentos. Empregou a metodologia de Fageria & Kluthcouski, para identificar os genótipos eficientes e responsivos ao N. Conclui-se que os genótipos GEN 1, GEN 12 e GEN 11 são recomendados para produtores que adotam baixo nível tecnológico. E os genótipos de milho GEN 5, GEN 6, GEN 4, GEN 9 e GEN 2, são indicados para produtores que utilizam alto nível tecnológico.

Biografia do Autor

Weder Ferreira dos Santos, UFT/Docente
Departamento de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia
Layanni Ferreira Sodré, UFT/Mestre em agroenergua
Departamento de Agroenergia
Joênes Mucci Pelúzio, UFT/Docente
Departamento da BIONORTE
Rafael Marcelino da Silva, UFT
Departamento de Agronomia
Victor Hugo Gomes Sales, Federal Institute of Amapá, Macapá - Docente
Departamento de Alimento
Marllos Peres de Melo, UNIRG/Docente
Departamento de Administração
Publicado
2019-08-08
Seção
Artigos