MORTALIDADE MATERNA: PERFIL DOS ÓBITOS MATERNOS OCORRIDOS NO ESTADO DO TOCANTINS NO PERIODO DE 2008 A 2017

  • Danillo Mendes Miranda UNIRG
  • Christian Poerch Silva Neto UNIRG
  • Denise Soares Alcântara UNIRG
  • Marllos Peres de Melo

Resumo

Objetivo: Estudar os aspectos epidemiológicos relacionados à mortalidade materna no Estado do Tocantins no período de 2008 a 2017. Método: Estudo descritivo, retrospectivo, de dados obtidos por meio do DATASUS. Foram encontrados 187 casos de óbitos materno do período proposto para análise e destes 136 foram analisados por meio de estatística descritiva e demonstrados em tabelas. Resultados: Os óbitos ocorreram na maior parte em mulheres de 20 a 29 anos, pardas, solteiras, com baixo nível de escolaridade. Quase a totalidade dos partos aconteceram em ambiente hospitalar por causas obstétricas diretas, sendo o município de maior ocorrência Palmas. Em relação ao período estudado destaca-se o ano de 2011 com 23 casos (16,91%). Conclusão: A mortalidade materna no Tocantins é alta, prevalece em mulheres jovens e ocorre em ambiente hospitalar o que mostra a necessidade de melhorar a qualidade da assistência obstétrica no Estado.

Publicado
2020-07-05