COMPREENSÃO DOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE MENTAL DO MUNICÍPIO DE PALMAS/TO QUANTO AOS DESAFIOS DA ASSISTÊNCIA

  • Ana Terra Araújo Rodrigues Universidade Federal do Tocantins

Resumo

Resumo. Objetivo: Compreender a atuação dos profissionais da saúde mental nos Centros de Atenção Psicossocial do município de Palmas/TO. Método: Pesquisa qualitativa, com técnica de entrevistas individuais, através de um roteiro semi-estruturado elaborado pela autora. Amostra: foi utilizada a amostragem por saturação composta por dez profissionais da saúde mental do CAPS II, e CAPS AD III. Resultados: esta pesquisa possibilitou identificar que há profissionais que conseguem entender o modelo de atenção comunitário e territorial, entretanto, ainda existem, práticas de saúde desenvolvidas pautadas na lógica do modelo hospitalocêntrico, e biologicista. Os entraves são inúmeros dentro da equipe, devido à sobrecarga de trabalho, equipe reduzida e coesão dentro da equipe. Conclusão: A assistência prestada no município de Palmas é fragmentada e verticalizada. Através dos relatos das entrevistas conclui-se que há divergências entre a teoria e a prática cotidiana. Os profissionais conseguem entender, visualizar a importância do modelo de atenção comunitário, porém a presença de diferentes concepções sobre a assistência, modos de pensar dentro do serviço que tornam a prática muito longe que é proposto na Política de Saúde Mental.

Biografia do Autor

Ana Terra Araújo Rodrigues, Universidade Federal do Tocantins
Programa de Pós graduação, Mestrado em Ciências da Saúde - PPGCS, Universidade Federal do Tocantins
Publicado
2019-12-20
Seção
Artigos