PERCEPÇÃO DOS COORDENADORES DAS EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA DE GURUPI/TO SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO BÁSICA

  • Jeann Bruno Ferreira da Silva Centro Universitário UnirG Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Marta Azevedo dos Santos Universidade Federal do Tocantins
  • Aline da Silveira Gonçalves Fabris Universidade Federal do Tocantins
  • Marcia Andrea Marroni Centro Universitário UnirG
  • Leila Rute Oliveira Gurgel do Amaral Universidade Federal do Tocantins
  • Pammalla Ribeiro da Conceição Faculdade de Conchas

Resumo

A Atenção Básica é caracterizada como a principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde, na qual devem estar centradas as ações de promoção da saúde. Para o seu pleno desenvolvimento é necessário que os atores envolvidos neste processo compreendam a importância de se pautarem nos princípios da Política Nacional de Atenção Básica (PNAB). O objetivo desta pesquisa consistiu em compreender a percepção dos coordenadores das Equipes de Saúde da Família (ESF) sobre a implementação da PNAB nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Gurupi-TO. Participaram da pesquisa 11 (onze) enfermeiros coordenadores das ESF, um de cada UBS. Tratou-se de uma pesquisa descritivo-e exploratória, de abordagem qualitativa. Para análise dos dados utilizou-se o método de análise de conteúdo de Bardin (2009). No município de Gurupi, o processo de implementação da PNAB ocorre de maneira vertical, através de reuniões mensais com gestores da Secretaria Municipal de Saúde, no entanto, por mais que os sujeitos participantes desta pesquisa reconheçam que os princípios e diretrizes da referida política pública de saúde são importantes para o pleno desenvolvimento da Atenção Básica, os mesmos afirmaram que, devido à sobrecarga de tarefas e atribuições e ao déficit de recursos humanos, a implementação da PNAB não ocorre integralmente.


Biografia do Autor

Jeann Bruno Ferreira da Silva, Centro Universitário UnirG Universidade Federal do Tocantins - UFT
Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal do Tocantins - UFT; Pós-Graduado em Psicologia Organizacional e do Trabalho pela Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Marabá - FACIMAB; Possui Graduação em Psicologia pelo Centro Universitário UnirG; Atualmente exerce carreira docente como Professor Assistente nos cursos de Psicologia, Medicina e Educação Física do Centro Universitário UnirG; Também atua como Psicólogo Clínico com atendimento à adolescentes e adultos.
Marta Azevedo dos Santos, Universidade Federal do Tocantins
Doutora em Psicologia. Graduada em Psicologia. Professora e Orientadora do Mestrado Profissional em Ciências da Saúde na Universidade Federal do Tocantins. Colaboradora Técnica do Ministério da Saúde.
Aline da Silveira Gonçalves Fabris, Universidade Federal do Tocantins
Mestranda em Ciências da Saúde pela Universidade Federal do Tocantins. Graduada em Psicologia. Psicóloga no Centro de Referência Especializada de Assistência Social - CREAS de Porto Nacional-TO.
Marcia Andrea Marroni, Centro Universitário UnirG
Doutora em Saúde do Adulto pela Escola de Enfermagem da USP. Graduada em Enfermagem e Obstetrícia. Professora titular no centro Universitário UnirG, Gurupi-TO.
Leila Rute Oliveira Gurgel do Amaral, Universidade Federal do Tocantins
Pós-doutora em Psicologia da Educação pela Universidade Estadual Paulista. Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo.  Graduada em Psicologia. Professora adjunta do colegiado de Medicina e do Mestrado Profissional em Ciências da Saúde na Universidade Federal do Tocantins.
Pammalla Ribeiro da Conceição, Faculdade de Conchas
Pós-graduada em Implantodontia pela Faculdade de Conchas. Graduada em Odontologia pelo Centro Universitário UnirG. l
Publicado
2018-05-15
Como Citar
da SilvaJ. B. F., dos SantosM. A., FabrisA. da S. G., MarroniM. A., Gurgel do AmaralL. R. O., & da ConceiçãoP. R. (2018). PERCEPÇÃO DOS COORDENADORES DAS EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA DE GURUPI/TO SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO BÁSICA. REVISTA CEREUS, 10(1), 53-64. Recuperado de http://ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/1837
Seção
Artigos